Pin It button on image hover

Prédios com Containers é um bom Investimento?

Entendo que alguns países tenham uma oferta maior de containers reciclados em função dos desequilíbrios entre importar e exportar, o que significa disponibilidade em função do excesso destes equipamentos nos portos e armazéns, no entanto, o apelo do marketing sustentável, rapidez na construção e a modularidade - que permite movimentar futuramente esta construção - incentiva o uso dos containers independente da balança do comércio internacional e onde o custo por m² no curto prazo não é o fator principal.

SixtyOne é aposta de construtoras (+ imagens abaixo)
Exemplo deste tipo de empreendimento é o SixtyOne. Trata-se da primeira construção com grandes blocos de apartamentos fabricados com containers na África do Sul. Alguns dos motivos da escolha dos containers pelo premiado Michael Hart Architects e pela Citiq é que são "relativamente baratos, fortes, duráveis, empilháveis e fáceis de transportar". Levou quase cinco meses para ser erguido e um fato curioso foi quando moradores da região viram os containers marítimos empilhados pela primeira vez e se opuseram fortemente pensando que os mesmos afetariam negativamente os preços dos imóveis na área residencial. No entanto, o projeto concluído é agora um dos prédios mais atraentes e desejados da área.

SixtyOne: apartamento (+ imagens abaixo)


O projeto de três andares tem um design conservador e nem aparenta que foi feito com 21 containers de 40 pés. Utiliza tecnologias de aquecimento solar para água, temporizador e sensor de iluminação e medidores elétricos com cartões pré-pagos para energia e água com objetivo do consumo consciente. Os 15 apartamentos são apenas para locação e possuem 48 m² e 56 m². Os inquilinos são aqueles que não possuem condições de comprar uma moradia relativamente agradável, mas tem condição de pagar um aluguel acessível por um mesmo conforto. A redução de custo com materiais foi de 30% e mão-de-obra foi de 50%. 

Mill Junction: uma construção extravagante mas ecológica (+ imagens abaixo)
Outro caso interessante de prédio construído com container e bastante excêntrico é o Mill Junction também na África do Sul. Desta vez o foco são estudantes e o design ousado provavelmente foi um dos grandes atrativos para os jovens. A construção é um híbrido pois foi projetado em meio aos silos de grãos de um antigo moinho. A capacidade é para 375 estudantes e possui 10 andares, sendo os quatro últimos com containers

Mill Junction: regeneração de um "elefante branco" (+ imagens abaixo)
Um verdadeiro desafio para os arquitetos e engenheiros, além de ser um grande alvo para críticos e céticos de plantão. O conceito era criar um ambiente que fosse agradável para os jovens estudar, conviver e reduzir o abandono da faculdade antes de concluí-la. Existe Wi-Fi livre, salas de estudos, cozinhas comunitárias e banheiros para cada andar, além de áreas para recreação com mesas de jogos e uma vista panorâmica incrível.

Mill Junction: áreas comunitárias (+ imagens abaixo)
Não importa o que críticos pensem, trata-se de um excelente forma de regeneração urbana com um projeto contemporâneo de um prédio e silos abandonados. Citiq investiu cerca de R$ 9 milhões e é um sucesso já que antes de concluir o empreendimento todas as vagas estavam preenchidas, além de ter fila de espera. O aluguel para quarto individual é em torno de R$ 600 mensais e quarto duplo em torno de R$ 560 por estudante. 

Construir prédios com containers tem sido algo bem interessante para empreendedores dispostos a atender nichos específicos como estudantes, solteiros, jovens casais, opção de segunda casa para pessoas que trabalham a certa distância de suas casas, pessoas dispostas a pagar um aluguel por um conforto ou conveniência na qual não conseguiriam pagar com uma prestação, etc. Acho interessante se existisse uma rede de prédios, focada em serviços e em grandes metrópoles. Atualmente, existe uma grande rotatividade e as vezes mudar de emprego, dentro de uma mesma cidade ou arredores, pode significar mudar de residência em função da logística e esta flexibilidade pode ser encontrada em empreendimentos como este.

Mais imagens abaixo, clique para ampliar!

Gostou deste artigo? Então pode ser que se interesse por:


Curta nossa página no Facebook e acompanhe as novidades!

SixtyOne

SixtyOne

SixtyOne

SixtyOne

SixtyOne
Mill Junction

Mill Junction

Mill Junction

Mill Junction

Mill Junction

Mill Junction

Mill Junction

Mill Junction

Fontes: Aging Introvert, SA Commercial Prop-News, IPS International Property Solutions, Archilovers, Web Urbanist, Citiq Students, Earth Power News. 

2 comentários:

  1. São incríveis! Gostaria muito de construir um prédio para locação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa! Então não deixe de visitar o Mapa do Container e encontrar um parceiro ou quem sabe começar a desenvolver por conta própria, iniciando com nossas Dicas. Dê uma visitada em www.brsete.com. Abraço!

      Excluir