Pin It button on image hover

Construindo com Container Marítimo - Empilhamento

Um erro comum é pensar que contêineres podem ser utilizados na arquitetura da mesma forma que são vistos empilhados em portos e navios cargueiros. Na construção civil existem regras estruturais a serem seguidas. Em uma sobreposição, principalmente em prédios de contêineres, reforços precisam ser feitos e o projeto deve estar de acordo com as normas locais.

1. SOBRE A ESTRUTURA

O fato do contêiner ter uma construção robusta não significa que o mesmo é forte o suficiente para ser empilhado de qualquer forma,  ainda mais quando cortados e modificados. Por este motivo, observe que alguns projetos de design disponíveis por aí são apenas “desenhos” sugestivos e criativos do uso do contêiner, mas para serem realistas e executáveis, necessitam de um estrutural bem definido e isto só é possível com o auxílio de um bom arquiteto e/ ou engenheiro.

Ocorre também, de profissionais dizerem que tal projeto em contêiner não é possível de ser executado, na realidade, em outras palavras eles estão dizendo que não entendem nada da estrutura metálica de um contêiner e muito menos do que é preciso para adaptá-lo e deixá-lo seguro e pronto para ser aprovado em um órgão público. A dica é: somente contrate profissionais dispostos ao desafio e/ ou com experiência. Costumo dizer que "O contêiner não é curiosidade, é realidade". A construção utilizando contêineres, sejam usados ou novos, já demonstraram sua eficiência mundo afora, desde pequenos a grandes projetos e o Brasil tem aprendido, ainda que em projetos de escalas e complexidades menores. 

Transportando sua Casa Container ou Movimentando o Container

O principal item a ser considerado para evitar gastos e inconvenientes é garantir que o terreno tenha livre acesso logístico. Caso não tenha, programe-se e previna-se antecipadamente deixando a postos os equipamentos necessários para içar e movimentar. Ocorre de alguns locais terem acesso limitado devido à portões, grades, fiação de postes ou muros. Considere que algumas vezes é necessário a retirada destes "obstáculos" para entrar com os containers. Se o seu caso é uma instalação em área rural, certifique-se de que estrada de chão é adequada para caminhões pesados. Retirar uma carreta de um atoleiro, não é tarefa fácil.  

Caso seja uma obra em que a fundação será realizada após a entrega dos containers, considere que haja espaço para armazená-los, seja no terreno ou na rua (considere autorização para isto). Caso seja uma instalação direta sobre um alicerce, certifique-se que o mesmo estará pronto no descarragamento e instalação dos containers. Por isso o desenvolvimento do projeto é importantíssimo. 

A empresa contratada pelo transporte e movimentação deve saber exatamente o que vai ter que fazer no local. Passe o máximo de informação possível para que a empresa faça uma simulação antes, se possível visitando o local. O fornecedor deve receber um plano de execução, ou seja, onde colocar e onde encaixar cada equipamento. Com as informações corretas, a empresa pode mensurar e prever mão-de-obra, equipamentos e acessórios. 

Construindo com Container Marítimo - Entendendo os Componentes

A ideia deste artigo é fornecer uma noção quanto às principais partes do container e criar uma base técnica para entender a estrutura e componentes do container que será utlizado em um projeto de casa container ou loja container, por exemplo. 

Se você deseja fabricar containers, este conteúdo não irá lhe servir, procure as normas e os padrões construtivos internacionais, como por exemplo, ISO, IMO, DNV, etc. 

Basicamente, a construção dos quadros é feitas com perfis metálicos. A ondulação das chapas podem ser em formato “W”, “V”, quadrada, redonda, oval, etc. A ondulação não importa, desde que atendam o teste de força solicitado pelas normas. O piso pode ser de madeira compensada, apitong, vidoeiro, teca, mogno, bambu, metal ou plástico HDPE. Normalmente, o piso do container é de madeira compensada de 28 mm com 19 camadas. O parafuso é auto-perfurante (M8 x 45 x F16 cabeça, banhado com zinco) mas alguns utilizam o auto-atarrachante. A madeira e os parafusos são selados com Cloroprene e Butil. 

Abaixo uma breve apresentação dos componentes básicos*:



O Aço do Container é Resistente para a Construção Civil?

O container é fabricado com um aço especial chamado “aço Corten (ou Cor-Ten)” que corresponde ao padrão industrial japonês G3123, muito superior ao aço carbono que é comumente utilizado nas construções. O aço de "célula aberta" tem maior resistência a corrosão. Entre algumas diferenças podemos citar:

  • 40% a 75% mais forte que o aço comum
  • aderência superior de tintas e revestimentos
  • na sua liga existe anti-corrosivos

Levaria 100 anos para uma corrosão chegar a 1 mm de profundidade no aço Corten e 1,5 mm em ambientes altamente corrosivos. Por este motivo, este aço é muito utilizado em postes, estradas, navios de carga e em artes plásticas expostas ao ar livre. Oxida, mas não corrói. A longevidade do aço corten, caso não esteja pintado, é de 120 anos. Se a pintura for sempre renovada, pode-se dizer que a durabilidade é eterna. Obviamente que um contêiner de aço sem pintura irá enferrujar, mas são contêineres sem cuidado algum.

Arquitetura e Construção com Container - Tipos de Container x Uso

Existem diversos tipos de contêineres que são indicados para o uso arquitetônico, no entanto, existem alguns que não são. Abaixo listo alguns containers indicados para uso em projetos:

CONTAINER DE 20 PÉS DRY "GP"

Container do tipo dry (carga seca) e tem a sigla "GP" para general purpose ou "de uso geral". Muito comum em usos industriais em que a altura do projeto não seja um empecilho no projeto. Caso seja utilizado em projetos arquitetônicos, deve se pensar em retirar o teto para aumentar o pé direito e atender normas e legislações locais. Abaixo algumas medidas aproximadas:

Comprimento em mm:  6058 (externo) e 5898 (interno)
Largura em mm: 2438/ 2352
Altura em mm): 2591/ 2385
Tara:  ~ 2200 Kg
Carga máxima:  ~ 28200 Kg
Capacidade cúbica:  ~ 33 m³ 
Área interna bruta: ~ 14,5 m²

Exemplo de um Container de 20 pés GP dry

Arquitetura e Construção com Container - Desenvolvimento do Projeto

Antes de iniciar o seu projeto, seja o desenho arquitetônico ou a construção em si, é muito importante você elaborar o "desenvolvimento do projeto" com container. Desta forma, estará realizando uma das etapas mais importantes e com certeza irá identificar antecipadamente oportunidades e evitará os problemas nas próximas etapas. Abaixo seguem sugestões de tópicos a serem analisados no desenvolvimento do projeto:

  • Lay-out: defina os ambientes, a posição das aberturas e a disposição de móveis, iluminação, ventilação e circulação (interna e externa);
  • Custo: orienta quanto a aquisição de materiais e contratação de prestadores de serviços;
  • Plano de execução: cronograma e orientação logística e construtiva desde a fundação até o acabamento final;
  • Regularização: caso você seja arquiteto ou engenheiro, o projeto arquitetônico e complementares (elétrico, hidrossanitário e de fundação) são encaminhados para os órgãos afins.  


Nota: conforme a plano diretor ou orgânico de cada cidade, uma construção em contêiner pode ser considerada temporária, sendo assim, não é necessário regularização junto à prefeitura, no entanto, em caso de construção permanente, deve considerar-se como uma "edificação com estrutura metálica". Antes de elaborar qualquer projeto em seu munícipio, certifique-se das normas estabelecidas e oriente-se com o departamento de fiscalização de obras.

Como qualquer construção, você deve solicitar uma licença no órgão competente. Não espere iniciar uma grande obra utilizando contêineres e depois ter que parar a mesma por causa de uma fiscalização. A culpa não será "o contêiner", será porque você não seguiu uma lei. Quando for apresentar seu projeto, orientamos a não mencionar “contêiner” e sim unidade ou estrutura de aço (ou metálica) pré-fabricado. Fazendo tudo corretamente irá facilitar inclusive uma venda futura.

Fique ligado no Container SA que daremos diversas dicas para você iniciar seu projeto com container.

Gostou deste artigo? Pode ser que se interesse por:

As Vantagens e Desvantagens da Arquitetura com Container (2 de 2)

DESVANTAGENS "ADMINISTRÁVEIS"


TEMPERATURA E UMIDADE

O aço conduz muito bem o calor e o container é "puro aço". Áreas de clima com calor intenso, serão mais atingidas. Em alguns casos, poderá ocorrer condensação do ar quente, gerando a umidade.

Tem como resolver? Sim, sim e sim! 

Entenda, uma caixa isolada de metal é uma coisa, uma construção arquitetônica com container é outra coisa! Existem diversas tecnologias e métodos para resolver esta questão e permitir um conforto térmico agradável. 

LICENÇA DE CONSTRUÇÃO E REGULARIZAÇÃO

Um erro comum é tentar convencer órgãos de que está sendo feito um projeto arquitetônico com construção em container, esqueça isto. Pode ser que você enterre seu projeto ali mesmo. 

Tem como resolver? Sim. 

De modo geral, basta utilizar no projeto arquitetônico "edificação com estrutura metálica pré-fabricada", aprovada por um arquiteto ou engenheiro estrutural. Respeite os padrões construtivos do município de área e pé-direito (altura interna) mínimas. Geralmente esta disponível na prefeitura através de algum plano, seja de obras, diretor ou orgânico. 

As Vantagens e Desvantagens da Arquitetura com Container (1 de 2)

VANTAGENS

RESISTENTES E DURÁVEIS

Transportam cargas pesadas e suas colunas empilham toneladas. Resistem em ambientes agressivos devido utilizar o aço especial Corten que leva muitos anos para enferrujar, ou seja, se devidamente tratado, pode ser eterno. Sua construção é extremamente forte, não tóxico e quase que indestrutível! Seguem os padrões de fabricação da ISO, principalmente no que diz respeito a padronização de medidas, teste de força, inspeção da qualidade, rastreamento, qualidade de matéria-prima e componentes (estrutural, corrugação, parede, teto e piso), normatização de revestimentos, selantes e pintura. O que quero dizer: não é feito de qualquer jeito, é industrializado.

MODULAR

São construídos de forma padronizada. Por ser modular, podem combinar com estruturas maiores. Exemplifica o design, planejamento e transporte. Seu sistema de encaixe permite empilhamento de até 12 containers vazios. 

O Container e Sua Aplicação na Logística e na Arquitetura

O container em si é um recipiente de metal, de grandes dimensões, destinado ao acondicionamento e transporte de carga em navios, trens etc. É também conhecido como cofre de carga, pois é dotado de dispositivos de segurança previstos por legislações nacionais e por convenções internacionais. Tem como característica principal constituir uma unidade de carga independente, com dimensões padrão em medidas inglesas (pés). A unidade base geralmente considerada é o TEU (em inglês: twenty feet equivalent unit).

O primeiro container foi criado em 1937, nos Estados Unidos, pelo jovem Malcom McLean, dono de uma pequena transportadora que mais tarde originou a gigante multinacional Maersk.

Definição resumida de container segundo a Wikipédia.

Os fabricantes de contêineres produzem para empresas de transporte e locadores. A maioria das grandes empresas de navegação e leasing tem sua frota produzida na China, onde cerca de 90% dos contêineres são produzidos. A CIMC é o maior produtor de contêineres, uma empresa do governo chinês. Em função de alguns problemas de qualidade, empresas como Maersk e Hanjin, desenvolveram fábricas próprias na China. Outros lugares que produzem é Tailândia e Europa.

Algumas empresas preferem especificar seus próprios reforços, pisos, tintas, revestimentos e projetos de corrugado procurando um menor desgaste e maior vida aos equipamentos, mas tudo isto sem deixar de atender as normas ISO e IMO. Algumas empresas são: K-Line, Hanjin, Zim, Maersk, Evergreen, Hyundai, Cosco, OOCL, CAI, etc.

5 Pequenos Negócios para Fazer em Container

Certa vez escutei que "em tempos de crise, tire o 's' e crie" e é com o container marítimo que pode estar a solução criativa para um novo negócio e com um investimento e custos relativamente baixos para dar o start em seu pequeno negócio que pode se tornar em um grande negócio. Conheça alguns cases bem interessantes de empreendedores que acreditaram e realizaram!

Byrds Barbearia (+ imagens abaixo)
1) BARBEARIA CONTAINER


As conhecidas Barber Shop é uma concepção mais moderna de barbearia e de modo geral possui inspiração nas antigas ou tradicionais barbearias americanas e até algumas nacionais. Muitas possuem um toque retrô e são cheias de charme, tudo para cativar seus clientes. De modo geral, é um ambiente agradável de estar e de colocar o papo em dia com os gentlemen que frequentam o local, resgatando um pouco das raízes deste tipo de negócio. Porém, no caso da Byrd's, o ponto forte também é sua pomada para cabelos, especialmente por que o empreendedor é um surfista e a ideia é justamente atender este público que curte manter o penteado antes e depois de várias ondas... sem perder o estilo.

Barbearia Urban