Pin It button on image hover

As Vantagens e Desvantagens da Arquitetura com Container (2 de 2)

DESVANTAGENS "ADMINISTRÁVEIS"


TEMPERATURA E UMIDADE

O aço conduz muito bem o calor e o container é "puro aço". Áreas de clima com calor intenso, serão mais atingidas. Em alguns casos, poderá ocorrer condensação do ar quente, gerando a umidade.

Tem como resolver? Sim, sim e sim! 

Entenda, uma caixa isolada de metal é uma coisa, uma construção arquitetônica com container é outra coisa! Existem diversas tecnologias e métodos para resolver esta questão e permitir um conforto térmico agradável. 

LICENÇA DE CONSTRUÇÃO E REGULARIZAÇÃO

Um erro comum é tentar convencer órgãos de que está sendo feito um projeto arquitetônico com construção em container, esqueça isto. Pode ser que você enterre seu projeto ali mesmo. 

Tem como resolver? Sim. 

De modo geral, basta utilizar no projeto arquitetônico "edificação com estrutura metálica pré-fabricada", aprovada por um arquiteto ou engenheiro estrutural. Respeite os padrões construtivos do município de área e pé-direito (altura interna) mínimas. Geralmente esta disponível na prefeitura através de algum plano, seja de obras, diretor ou orgânico. 


Outra solução é uma licença temporária de habitação ou ponto comercial, na qual os critérios de exigência, de modo geral, são mínimos e até inexistentes. Entenda de que se trata de um tipo de construção tecnologicamente recente e que precisa de alguns cuidados, mas não significa que não será aprovada. Se liberam casa de madeira, imagina uma casa com estrutura metálica, extremamente segura e ecologicamente correta! 

RESÍDUOS QUÍMICOS E TÓXICOS

Containers transportam os mais variados tipos de produtos, entre eles, existem aqueles que transportam produtos químicos e tóxicos. Alguns vazam das embalagens e penetram na estrutura do container, o que é comum, pois possuem solventes e ácidos que acabam atingindo a pintura, piso e até o metal em casos mais raros.

Tem como resolver? Sim. 

Entenda que químico e tóxico são coisas diferentes. O resíduo químico, quando existe, é facilmente removido com sistemas de tratamento abrasivo ou de limpeza, geralmente são realizados por empresas que recuperam e vendem containers e o eliminam, não deixando qualquer risco às pessoas ou meio ambiente. Os portos são extremamente exigentes com containers que transportam produtos tóxicos e a liberação de um container desta categoria ocorre somente após inspeção prévia. Mas para não deixar qualquer sombra de dúvida, existem empresas que podem ser contratadas para avaliar e emitir laudos de toxicidade, geralmente engenheiros ligados à Segurança do Trabalho e Meio Ambiente.

DANOS ESTRUTURAIS

Containers são considerados em desuso por tempo de vida, alguns raros por condições estruturais. Não é incomum alguns serem danificados por atritos, colisões, excesso de peso quando em transporte. Empresas acabam vendendo containers assim, o que não é errado.  Muitas vezes, containers que necessitam reparos são vendidos por um preço inferior, o que pode valer em conta dependendo do projeto.

Tem como resolver? Sim. 

Entenda que, por critérios de transporte, movimentação e armazenagem, as normas internacionais são extremamente exigentes. Uma exigência de peso ou carga por m² em um transporte pode ser dezenas ou até centenas de vezes superior do que em uma construção civil. Trata-se de uma carga mecanizada, ou seja, em constante movimento! Uma exigência estrutural estática (ou quase isto) realizada por uma manutenção ou reforma, na arquitetura civil, pode não ser impactante. Em um próximo artigo, explicarei algumas condições/ status de comercialização do container e uma delas é "AS IS", ou seja, o container é comercializado na condição que está, que pode ser "boa" ou "ruim" para um determinado projeto ou gastos com reparo, por exemplo. Alguns containers são reparados e prontos para serem reutilizados, raramente ocorre de um container não servir para fins arquitetônicos.


Gostou deste artigo? Pode ser que se interesse por:



Nenhum comentário:

Postar um comentário